Cineclube MIS: Animação e Sessão Audio-descritiva

Postado por Thaiza quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Sexta e sábado animado lá no MIS! Além dos filmes, palestra com Bell Machado, do Ponto de Cultura Cinema em Palavras, que realizará sessão audio-descritiva. Mais detalhes:

Ciclo Filmes de Animação (Curadoria: Thaiza Pedroso)
14/01 (sex) às 19h: 
Curta: Núcleo de Cinema de Animação de Campinas: "A Velha a Fiar" (2003)
Longa: Fantasia (Walt Disney, EUA, 1940, 125')
Direção: James Algar (segment "The Sorcerer's Apprentice")
Samuel Armstrong (segments "Toccata and Fugue in D Minor" and "The Nutcracker Suite")
Ford Beebe (segment "The Pastoral Symphony")
Norman Ferguson (segment "Dance of the Hours") (as Norm Ferguson)
Jim Handley (segment "The Pastoral Symphony")
T. Hee (segment "Dance of the Hours")
Wilfred Jackson (segment "Night on Bald Mountain/Ave Maria")
Hamilton Luske (segment "The Pastoral Symphony")
Bill Roberts (segment "Rite of Spring")
Paul Satterfield (segment "Rite of Spring")
Ben Sharpsteen (uncredited)
 
Sinopse: Clássico de animação da Disney que comemorou em 2010 seus 70 anos de idade. Além de receber vários prêmios, “Fantasia” recebeu 2 Oscars honorários pela contribuição quanto ao uso do som em filmes e pela criação de uma nova forma de música visualizada. Desde que foi lançado tem influenciado sem cessar estúdios e animadores do mundo todo.
O filme é composto de 8 segmentos animados acompanhados de musicas clássicas famosas gravadas pela orquestra filarmônica da Filadélfia sob a direção de Leopold Stokowski:
Tocata e Fuga em Ré Menor, de Johann Sebastian Bach;
Suíte Quebra-Nozes, de Tchaikovsky;
Aprendiz de Feiticeiro, de Paul Dukas;
Sagração da Primavera, de Igor Stravinsky;
Sinfonia Pastoral, de Beethoven;
Dança das Horas, de Amilcare Ponchielli;
Uma Noite no Monte Calvo, de Modest Mussorgsky;
Ave Maria, de Franz Schubert.

15/01 (sáb):
imagemÀs 15h: Palestra com Bell Machado sobre acessibilidade para cinema, teatro e televisão.
Objetivo:
Conscientizar os produtores, realizadores, diretores e exibidores de cinema sobre a importância do recurso da audiodescrição para as pessoas com deficiência visual.
Certas percepções só acontecem por meio de um processo. Antes de tudo, um processo de sensibilização do próprio eu, visto que é somente a partir da alteridade que enxergamos o outro. Não bastam alguns instantes, nem um só dia, e muito menos uma palestra, para que um indivíduo coloque em ação coisas que sua razão conheceu. Ver que a audiodescrição é importante, é fácil. Mas é preciso não ver, para perceber que ela é imprescindível.
Por sua própria natureza, o audiodescritor não se contenta em ver o mundo. Ele quer de todo modo, que o outro também o veja.
  + Informações aqui
Às 16h:
Curta: Núcleo de Cinema de Animação de Campinas: "O Burrico e o Bem-Te-Vi"- Sessão Audio-descritiva
 
Longa: Música e Fantasia (Allegro Non Troppo, Bruno Bozzetto, 1976, Itália, 85')
Sinopse: Trata-se de uma sátira da animação Fantasia, realizada por Walt Disney em 1940. Bruno Bozzetto utiliza os mesmos recursos de Disney, animando peças musicais clássicas e ainda acrescentando uma mordaz crítica social em cada quadro. Em Bolero, de Ravel, nos mostra que a partir de um resto de Coca-cola abandonado por uma nave espacial se desenvolve toda a evolução das espécies e, de maneira crítica e irônica, o aparecimento do homem. Já durante Pássaro de Fogo, de Stravinsky, o diretor satiriza a gênese bíblica de forma a identificar o "castigo divino" com a moderna sociedade consumista.

Grátis! E com debate depois das exibições.

Bookmark and Share

0 opinaram

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora