Cinema da semana

Postado por Thiago sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

por Tiago:


Minhas mães e meu pai


The kids are all right, EUA, 2010
Genero: Comédia e Drama
Duracao: 106 minutos.
Diretora: Lisa Cholodenko

Duas lésbicas Nic (Anette Benning) e Jules (Julianne Moore) têm um casamento razoavelmente estável. A relação delas se modifica quando seus filhos, Joni (Mia Wasikowska) e Laser (Josh Hutcherson), resolvem procurar o doador de esperma e pai de Laser, Paul (Mark Ruffalo). O filme se desenrola como consequência desse encontro.

Com relação ao roteiro, o filme é bem comum e previsível, incluindo o final feliz. Com relação ao conteúdo, o filme toca em pontos delicados (mas de forma superficial) e é uma crítica interessante sobre a sociedade atual. Estereotipada na sociedade californiana, o roteiro passa pela relação lésbica, pelo consumo de drogas, pelo consumo de produtos orgânicos e produção sustentável e pela relação entre pais e filhos.

O filme foi muito bem recebido pelos críticos e foi indicado para diversos prêmios, principalmente pelas boas atuações. Com um orçamento modesto, sem efeitos especiais mirabolantes, roteiro simples, tomadas e movimentos de câmera ortodoxos, o filme consegue fazer o espectador sair do cinema com um sorriso no rosto. Imaginando talvez que o filme poderia ter terminado uns 15 minutos mais cedo, mas com um sorriso no rosto.



Site oficial

IMDb

Crítica #1, Crítica #2


Caça as bruxas

Season of the Witch, EUA, 2011
Genero: Ação
Duracao: 95 minutos.
Diretor: Dominic Sena

Behmen (Nicolas Cage) é um cavaleiro que, depois de vários anos lutando nas Cruzadas, perdeu algumas batalhas, muitos amigos e até a fé. De volta, ele encontra uma Europa devastada pela fome e a peste negra. Neste cenário de destruição ele se une a um grupo de guerreiros encarregados de levar uma garota, Claire Foy, suspeita de ser bruxa, para um monastério distante.

A motivação do filme, ou seja, um cavaleiro que perde a fé durante as cruzadas, lembra o filme Sétimo selo de Bergman. Neste filme no entanto, esse é só um pretexto para começar uma aventura. O filme se desenrola como se desenrolam Senhor dos anéis, 60 segundos (do mesmo diretor) e outros filmes de ação quaisquer. O fim, que é mais que previsível, retoma a temática comum nos filmes americanos, na qual o homem cumpre seu destino.

O filme não parece trazer nada de novo, exceto uma mudança na época em que as cruzadas ocorreram.



Site oficial

IMDb

Crítica


Lixo extraordinário

Waste land, Brasil e Inglaterra, 2009
Genero: Documentário
Duracao: 99 minutos.
Diretores: Lucy Walker, Karen Harley, João Jardim

O documentário tem como pano de fundo o Jardim Gramacho (RJ), maior aterro sanitário da América Latina e relata a trajetória do lixo dispensada no aterro, até ser transformado em arte pelas mãos do artista plástico Vik Muniz.
O filme parece um documentário sensível sobre a situação dos catadores de lixo, questionando a relação deles com a arte e da sociedade com eles.



Site oficial

IMDb

Crítica #1, Crítica #2


0 opinaram

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora