Cineclube MIS: Fanzine MOSH + Brasil nas Telas: A Primeira Década do Séc. XXI

Postado por Thaiza terça-feira, 29 de março de 2011

O cinema brazuca invade a tela do MIS nessa semana. Será exibido um documentário sobre a saga das bandas Leptospirose (Bragança Paulista-SP) e Merda (Vila Velha-ES) em uma insana turnê de 30 dias/30 shows pela Europa e mais dois filmes que fazem parte do ciclo Brasil nas Telas: A Primeira Década do Século XXI, de curadoria da ! O que me faz parar, refletir e realizar que já tenho memória nítida de uma década inteira, ó céus! Considerações pessoais a parte, vale lembrar que todas as sessões são gratuitas e sempre tem debate no final. Confira detalhes.

Programação Especial do Fanzine MOSH

30/03 (qua) às 18h: Breaking Brazilian Bones in Europe (Binho Miranda e Rogério Japonês, 2010, Brasil, 50')
Sinopse: O filme “Breaking Brasilian Bonés in Europe (Tradução: quebrando ossos brasileiros na Europa) é um documentário que conta as aventuras e desventuras de sete brasileiros exóticos e roqueiros – Gordo Verde, Calça Laranja, Ferro no Dread, Olho Puxado, Nariz de Árabe, Galã de Novela, Barba de Terrorista – integrantes das Bandas “Leptospirose" (SP) e “Merda” (ES) em turnê pela Europa, para tocar em 30 shows em 30 dias. Em uma manhã escura, cinza e com muita neblina, depois do sétimo shows feliz eles bateram sua Van na traseira de um enorme caminhão que tinha parado no meio da rodovia na Alemanha. O acidente foi muito violento, eles ficaram severamente feridos, um deles com risco de ficar tetraplégico. Depois de muitos dias, meses, anos e muito choro, eles podem agora rir disso tudo.

Ciclo: Brasil nas Telas/ “A primeira década do século XXI” 
Curadoria: Carla Craice

1/4 (sex) às 19h: Serras da Desordem
(Andrea Tonacci, 2008, 135')
Sinopse: Carapirú é um índio nômade, que escapa de um ataque surpresa de fazendeiros. Durante 10 anos ele perambula sozinho pelas serras do Brasil central, até ser capturado em novembro de 1988, a 2000 km de distância de sua fuga inicial. Levado a Brasília pelo sertanista Sydney Ferreira Possuelo, em uma semana ele se torna manchete por todo país e centro de uma polêmica entre antropólogos e lingüistas em relação à sua origem e identidade. Na tentativa de identificar sua origem ele reencontra um filho, com quem retorna ao Maranhão. Porém o que Carapirú encontra ao retornar já não está mais de acordo com sua vida nômade.

2/4 (sáb) às 16h: Amélia (Ana Carolina, 2000, 135')
Elenco: Marília Pêra, Béatrice Agenin, Camila Amado, Marcelia Cartaxo
Sinopse: Amélia é um filme de ficção livremente inspirado na visita de Sarah Bernhardt ao Brasil em 1905. A divina Sarah, em crise pessoal e profissional, é influenciada por sua fiel camareira brasileira. Amélia, a apresentar Tosca no Rio de Janeiro. No dia do desembarque, Amélia morre de febre amarela. A lendária atriz passa a conviver com as "exóticas" irmãs de sua querida auxiliar. Sarah Bernhardt encontra-se só, em um pays de sauvages!

Onde? MIS- Palácio dos Azulejos- Rua Regente Feijó, 859- Centro Campinas

0 opinaram

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora