[Cineclube MIS] Ciclo Polonês + Lançamento Autorock!

Postado por Thaiza quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Esse mês o MIS exibe o ciclo Cinema Polonês. A saga começou semana passada e segue até o fim do mês. No sábado também será lançado o documentário Autorock, made in Campinas, que registra a cena rock da cidade.

Grátis! E com debates após exibição.

Ciclo: Cinema Polonês 
Curadoria: Celso Zenaro Filho
 
10/2 (sex) às 19h: “O CRUZEIRO” – “Rejs” (Marek Piwowski, 1970, 67')
Elenco: Stanislaw Tym, Jolanta Lothe, Wanda Stanislawska-Lothe
Sinopse: "'O Cruzeiro' é considerado uma obra prima por muitos, e foi um dos primeiros filmes poloneses a receber o status de cult. Nele um grupo de pessoas embarca em um cruzeiro, afastando-se das demandas do trabalho e da rotina, mas logo acabam por introduzir sistemas recorrentes na sociedade ao cruzeiro. Rodado em um peculiar formato, e com um elenco de não mais que dois ou três atores profissionais, essa absurda comédia satiriza a vida na polônia, o sistema comunista e até mesmo o cinema polonês."

 
11/2 (sáb) às 16h: O MANUSCRITO DE SARAGOÇA” - “Rekopis znaleziony w Saragossie”
(Wojciech Has, 1965, 175')
Elenco: Zbigniew Cybulski, Iga Cembrzynska, Elzbieta Czyzewska, Gustaw Holoubek, Stanislaw Igar, Joanna Jedryka, Janusz Klosinski, Barbara Krafftówna 
Sinopse: Baseado no livro"The Manuscript Found in Saragossa", publicado em 1805 pelo escritor polonês Jan Potocki. Uma superprodução épico lisérgica no auge do movimento  peace&love. Uma das maiores obras-primas da cinematografia polonesa e clássico do cinema dos anos 60, "O Manuscrito de Saragoça" conta a história de um oficial belga durante as guerras napoleônicas e se mete em inúmeras narrativas. Nestas múltiplas histórias, traços do imaginário gótico do tarô e das tradições cabalísticas.

11/02 – Autorock: Sexta Edição – Documentário

Desde 2003, ocorre na cidade de Campinas um festival de bandas independentes, intitulado Autorock, cujo formato foi mudando ao longo dos anos: o que começou como um evento de três dias no extinto Centro Cultural Evolução, em homenagem ao primeiro Juntatribo, de 1993, hoje se tornou um festival de dez dias de duração em vários lugares da cidade e que além das bandas, conta com oficinas de arte, exposições itinerantes e exibições de filmes e vídeos sobre Rock. Nesta edição do Autorock, o Sinistro Studios conferiu as atrações de perto e registrou com uma única câmera, os dez dias desse festival, encabeçado por Daniel Etê, dono da Chop Suey Discos e mais conhecido por ter sido baixista dos Muzzarelas durante vinte anos.

Ficha Técnica
Título – Autorock: Sexta Edição
Duração – 62 minutos
Produção – Sinistro Studios
Câmera – Artie Oliveira, Gabriel Vince e Roberto Filho
Montagem – Artie Oliveira
Assistentes de Montagem – Priscila Salomão, Roberto Filho e Gabriel Vince
Material Adicional – Mary Prado, Daniel Etê, Kiko Rezende e Robson Clério
Entrevistas – Priscila Salomão, Gabriel Vince e Artie Oliveira

Produzido entre 01/12/2011 e 31/01/2012

Direção Geral – Artie Oliveira
 
Confira o trailer:

 

Na sequência:
17/02 (sex) às 19h: Iluminação (Krzysztof Zanussi)
18/02 (sáb) às 16h: Os filhos da guerra (Agnieszka Holl)
24/02 (sex) às 19h: O Interrogatório (Ryszard Bugajski)
25/02 (sáb) às 16h: O Amador (Krzysztof Kieslowski)
                                                                    
Museu da Imagem e do Som- Palácio dos Azulejos / Rua: Regente Feijó, 859
Programação sujeita a alterações
Apoio 100% Vídeo

0 opinaram

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora