Manifesto Levante Cultura

Postado por Thiago terça-feira, 15 de setembro de 2009

Este manifesto, retirado do blog Levante Cultura, expressa a preocupação com uma área marginalizada nesta cidade. Basta ver o que já ocorreu com a Virada Cultural, que nem divulgada foi (a crítica aqui cabe à administração do evento e não ao conteúdo dele, pois não tive a oportunidade de assistir a nenhuma apresentação). Creio que seja o primeiro passo importante, ou melhor, fundamental e necessário, reconhecer as articulações da cena cultural com a atividade política municipal. Convenhamos: hoje tudo se faz pensando-se na grana, custo e retorno, e na manutenção de círculos fechados de apresentações. Diversidade e qualidade não estão na pauta do dia...

MANIFESTO LEVANTE CULTURA

Movimento Apartidário do Resgate Cultural de Campinas
Manifesto lido em ato público no dia 9 de setembro de 2009 ao diretor de Cultura

"Os artistas, representantes da produção das diversas linguagens culturais (música, teatro, dança, cinema, artes visuais, cultura popular, literatura), da cidade de Campinas, profundamente indignados com o descaso; cansados e preocupados com os rumos que, ao longo dos anos, vêm sendo tomados pela secretaria de cultura deste município, reúnem-se para manifestar publicamente sua posição de repúdio contra o desrespeito para com os cidadãos trabalhadores da cultura, constantemente praticado por esta Secretaria, que a nosso ver, deveria ser aliada dos interesses que beneficiam o desenvolvimento cultural da sociedade.

Nos últimos seis anos, representantes da comunidade cultural têm feito um levantamento e debatido questões oriundas da falta de política pública e da ausência de diálogo entre esta comunidade e o poder público. A secretaria de cultura desconhece a quantidade e a qualidade da produção cultural da cidade, que, aliás, representa, em todo o território nacional, uma referência de qualidade artística, referência esta, da qual o município se serve ao justificar o recebimento de recursos estaduais e federais para a cidade.

Depois do levantamento das faltas reincidentes cometidas pela secretaria de cultura contra a produção cultural da cidade, definimos uma AÇÃO PÚBLICA, para que possamos, através da organização da sociedade civil, apartidária, exigir, DE UMA VEZ POR TODAS, que o poder público RESPEITE, RECONHEÇA E GARANTA A PRODUÇÃO CULTURAL DE SEUS CIDADÃOS DENTRO DA CIDADE DE CAMPINAS E DESTA MANEIRA VIABILIZE O CONSEQUENTE ACESSO DA POPULAÇÃO AOS BENS SIMBÓLICOS.

Esta secretaria vem historicamente promovendo ações vergonhosas, desmoralizadoras e perniciosas para a arte e a cultura do município, comprometendo-se ética e moralmente perante seus cidadãos. Tais ações são:

1. Ausência de políticas públicas continuadas, o que configura desorganização, falta de planejamento e desconhecimento em relação ao desenvolvimento cultural da cidade.
2. Histórico de “vergonhosos calotes” a contratos assumidos com músicos, atores, dançarinos, artistas plásticos, representantes da cultura popular, cineastas, produtores áudio visuais, escritores e poetas.
3. Desamparo a grupos e espaços culturais que desenvolvem atividades voltadas à comunidade e que enriquecem culturalmente cidadãos que estão à margem dos acessos a cultura como os pontos de cultura e casas de cultura.
4. Sucateamento e abandono dos equipamentos públicos tais como: casas de cultura, bibliotecas, museus e teatros.
5. Ausência de programas de capacitação e treinamentos dos funcionários da cultura ligados à administração pública e descaso com a consequente estagnação, desconhecimento e morosidade nos atendimentos das demandas dos artistas e produtores culturais.
6. Morosidade para criação de editais transparentes e de livre concorrência para ocupação de equipamentos públicos, impossibilitando assim, a dinamização do giro cultural da cidade que proporcionaria à população uma vida cultural ativa, como em qualquer centro urbano desenvolvido.
7. Impossibilidade do agendamento de pautas nos teatros públicos, para grupos e artistas com trabalho profissionalmente reconhecido em território nacional, obrigando as melhores produções da cidade a se apresentarem fora de seu município de contribuição fiscal.
8. Ignorância de programas e editais estaduais e federais de integração ao município que beneficiariam produtores culturais, artistas e a sociedade, e/ou falta de divulgação dos mesmos para a comunidade cultural.
9. Ignorância das propostas elaboradas e apresentadas pelas câmaras temáticas, como prioridades das categorias culturais definidas em inúmeras reuniões organizadas pelo Fórum de Cultura, as quais deveriam representar a voz da comunidade.

Diante disso exigimos encontros entre os representantes desta secretaria e representantes da comunidade cultural para debater e juntos, definirem uma nova postura e mentalidade relacionada à política pública cultural de Campinas, prioritariamente considerando os pontos acima elencados e o comprometimento com a sistematização destes diálogos
".

0 opinaram

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora