Rodas de Leitura

Postado por Thaiza segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A Centopéia e o Maquinista

ferrovia

o coração verde
da centopéia

não palpita


trilhos

caminha
sem dar ouvidos

aos gritos do trem

(Marco Aurélio Cremasco)

Confesso que nunca me enveredei pelos caminhos poéticos. Quando se é adolescente, ou se tem um clique mágico que desperta, ou se resigna a gramática literária escolar, que nunca apeteceu. Poemas floreados, vaidosos, aportuguesados cheio de inversões, densos e que invocam dramalhões tão inatingíveis, que até entender as primeiras composições, já se perdeu o instante afetivo. Eis que um dia me fui apresentada a Manuel Bandeira. Como alguém pode falar de amor com um porquinho da índia? Me pegou de jeito. E do melhor jeito. Desmontou toda armadura. Desconcertou. Simples, singelo e significativo.

Isso pra dizer que ainda não mergulhei nos caminhos poéticos, mas que vez ou outra algo me pega de jeito e provoca um sorriso de canto de boca espontâneo. E o autor da epígrafe-anzol é o convidado da Roda de Leitura do Sesc deste mês. Aqui tem mais iscas.

Batendo um papo com rodistas convictos, Alê Toresan, João Antônio e Marco Bueno, soube que Cremasco, invés de levar textos de outros autores pra leitura, bota-os em carne e osso no meio da roda. Nesta quarta, o convidado é Eustáquio Gomes (que estará no debate “Cronistas do cotidiano – quando a vida se transforma em literatura”, junto a Rubem Alves, na Saraiva dia 29, vide aqui).

As rodas - ou missas - acontecem 19h30, toda bendita quarta-feira, no Sesc e sem dízimos.

Foto: Alê Toresan, valeu!

0 opinaram

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora