Eficiência Energética: a redução de custos e sustentabilidade ambiental

Postado por Thiago terça-feira, 6 de outubro de 2009

Continuam os debates a respeito do setor energético e sustentabilidade, na CPFL nos dias 6, 13, 20 e 27 de outubro, às 19h e com entrada gratuita:

"A Eficiência Energética está diretamente relacionada ao consumo racional de energia, combatendo o desperdício e reduzindo custos e investimentos setoriais. A maioria das medidas de eficiência adotadas atualmente no mundo é de caráter voluntário e aplicadas desde a década de setenta, por conta dos choques dos preços do petróleo em 1973 e 1979, predominantemente de caráter educacional. Na década seguinte, inúmeros países adotaram programas envolvendo medidas de otimização de energia. Nos anos 90, definitivamente a questão da energia ficou estabelecida na agenda mundial, tornando-se discussão entre os principais líderes governamentais e empresariais nos diversos foros internacionais. No atual contexto do setor energético mundial, a forma como produzimos, transportamos e consumimos energia passou a ter implicações determinantes na geopolítica internacional, com impactos no desenvolvimento sócio-econômico e ambiental. Contudo, as políticas e medidas desenhadas para lidar com essas questões não são uniformes e o Brasil, como um dos maiores atores mundial nesse contexto da energia, tem particularidades importantes que precisam ser consideradas. O país possui uma matriz energética limpa, mas tem um consumo per capta baixo e o preço da energia é fator importante para determinados segmentos produtivos e em especial para a faixa mais baixa da população. Com essas características, é oportuna a discussão em torno do aproveitamento de nossas reservas energéticas limpas, considerando a penetração no país de uma nova onda de produtos e serviços voltados para a Eficiência Energética, os preços crescentes da energia e os impactos ambientais. Entretanto, há outro lado desse tema que nos mostra que também é possível ter uma redução significativa do consumo de energia por meio de políticas robustas de Eficiência Energética (EE), reduzindo assim o aumento da oferta e os preços. A importância da Eficiência Energética para o desenvolvimento sustentável de um país é crescente e ao longo desses 25 anos o Brasil acumulou experiência em EE que já produz resultados. Com uma visão integrada das cadeias energéticas, torna-se decisivo questionar o papel da EE no modelo de desenvolvimento necessário para os próximos anos, a posição que o Brasil deverá ocupar na agenda das negociações internacionais sobre a energia e o meio ambiente. Além disso, não podemos nos eximir das vantagens adicionais e benefícios que podemos obter com políticas de EE bem definidas e implantadas".

Curador: Paulo Cezar Coelho Tavares - Mestre em Controle de Sistemas de Potência pela Unicamp, pós-graduado em finanças pelo IBMEC, com passagens pela Chesf, Eletrobrás, responsável pelo Programa Nacional de Conservação de Energia (PROCEL) e Vice-Presidente de Gestão de Energia da CPFL Energia.

6 de outubro – 19h
A Eficiência Energética no contexto mundial e os programas do Brasil e dos Estados Unidos.

José Goldemberg – Professor da USP, Doutor em Ciências Físicas pela Universidade de São Paulo, da qual foi Reitor de 1986 a 1990. Foi Presidente da Companhia Energética de São Paulo (CESP), Presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Secretário de Ciência e Tecnologia, Secretário do Meio Ambiente da Presidência da República e Ministro de Estado da Educação do Governo Federal.

Howard Geller – Diretor Executivo Southwest Energy Efficiency Project (SWEEP). Conduziu estudos de Eficiência Energética para concessionárias de energia, organizações governamentais e agências internacionais, além de ser autor ou co-autor de quatro livros.

13 de outubro – 19h
A Abordagem Ambiental na Matriz Energética Brasileira: Desafios

Izabella Teixeira - Secretária-Executiva do Ministério do Meio Ambiente, graduada em Bacharelado Em Ciências Biológicas pela Universidade de Brasília (1983, especialização em Elaboração Análise e Gerenciamento de Projetos de pela Escola Brasileira de Administração Pública do Distrito Federal (1989) e mestrado em Planejamento Energético pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998).

20 de outubro – 19h
Os benefícios da redução do desperdício de energia para a população.

Alexandre Novgorodcev – Coordenador do PBE/INMETRO. Formado em Engenharia Mecânica pela UNB em 1975. Especialização em Normalização e certificação na DIN da Alemanha e na AFNOR da França.

Marcelo Furtado – Diretor Executivo Greenpeace. Formado em Engenharia Química com especialização em Administração e mestrando na Engenharia Elétrica - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Trabalhou na indústria química, e foi consultor para desenvolvimento de projetos.

27 de outubro – 19h
A Eficiência Energética como um vetor de aumento da competitividade do setor empresarial brasileiro

Ricardo David – Presidente da ABESCO - Engenheiro Eletricista e pós-graduado pela Universidade Federal da Bahia. Atuou como Gerente de Energia da Petrobras durante 10 anos. Sócio Diretor da ECOLUZ S.A e Presidente da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia. Atuou como consultor em uso eficiente e racional de energia na Petrobras, Banco Mundial, Eletrobrás, Fundacion Chile, Grupo Pão de Açucar, EMBRAER, entre outras.

0 opinaram

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora