Carnaval em Barão

Postado por Carla segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010


Mais um carnaval passou por Campinas e nós tentamos pular por aqui mesmo. Não é lá uma tarefa muito fácil, mas carnaval é loucura em todo lugar. Aqui rolam opções variadas, e conseguimos fugir do carnaval à la bunda e micareta. Ponto positivo! Agora vamos ao que interessa.

O carnaval foi principalmente em Barão. Conseguimos participar dois dias do Berra Vaca e um dia da União Altaneira.
O dia da União Altaneira deu pra curtir mais, o bloco sempre se mostra organizado, caminhão vendendo cerveja com um preço abaixo do normal (ponto essencial para a felicidade geral), carro de som que no meio da galera faz a diferença e a bateria Alcalina animadaça. Esse ano eles homenagearam os 100 anos de Adoniran Barbosa com direito a samba-enredo ("Se o senhor não tá lembrado, dá licença deu contar - 100 anos de Adoniran Barbosa"), camiseta de muito bom gosto (e bem barata, com o objetivo principal de ajudar a bateria), bonecão gigante com a cara do homenageado. E claro, a folia dos ritmistas da bateria é contagiante, é pra pular o tempo inteiro, todo mundo junto. Muito samba e marchinha. Claro que aconteceram probleminhas (digo 'inhas' pois não estragou a folia), o carro de som estava com ruído, atraso e banheiro (pontos que vou tratar depois). Isso não ofuscou a delícia que é pular um carnaval animado e sem aquele empurra-empurra habitual.
Os dias do Berra Vaca (sexta e terça) também foram animados. Sexta-feira a Sta. Izabel ficou entupida de gente! Tinha pra todos os estilos, antes da folia começar (um pouco menos durante) carros de som tocando axé, techno e funk, aquele barulho um tanto desagradável. Depois que o bloco começou, o pessoal deu prioridade para o bloco, mas realmente as caixas de som do bloco estavam baixas para quantidade de gente ali presente. Alguns passos longes, já não era possível ouvir com muita clareza a música que tocava e, tantos passos depois, a música sumia. Na terça a situação estava melhor, com a iminência do fim do carnaval e volta ao batente, o bloco estava mais esvaziado. Aí foi possível ouvir as marchinhas e ver o carro de som enfeitado.

Devo apontar dois pontos ruins do "carnabarão". Os blocos têm a mania de começar tarde, quando é pra combinar o horário de encontro, é melhor marcar entre uma hora e meia, duas horas depois que o horário do bloco está marcado. Atraso é normal, mas com esse calor à la fevereiro-país-tropical dá aquele desânimo. Outro ponto é o banheiro, esse ano pelo menos teve alguns químicos porém não evita o banheirol a céu aberto. Provavelmente isso não seja culpa dos blocos, não consegui achar nenhuma informação sobre apoio da prefeitura quem deveria dar uma maior infra-estrutura. Fica o incômodo.

Também passamos por Serra Negra na terça. Íamos tentar ver dois blocos de marchinha de São Luiz do Paraitinga transferidos para lá, sem sucesso. Os blocos saíram às 15h, chegamos na cidade às 16h e os blocos já haviam terminado. Restou a nós esperar uma banda de marchinha que ia acontecer às 18h. Chama Banda Lira, e foi um show ótimo com metais a mil, tocou diversas marchinhas, conhecidas ou não. Não digo que foi animação total visto que a marchinha não é a primeira opção da maioria e na praça principal estava rolando a banda axézão (prefiro não me posicionar já que não me encanto com o gênero). E adivinhe onde estava lotado...
Mesmo assim, nos divertimos muito com a banda.

Um desabafo pessoal: domingo optamos por beber em uma bar mais de boa, sem folia e, depois de uns quatro bares, fomos ao Lanchão: nenhum bar/boteco estava aberto! Domingo de carnaval, pensei que algum lugar ia estar vendendo uma cervejinha. Enfim...
PS: fica a dica do provolone empanado no Lanchão, uma delícia! hahahahah

E finalmente, começa o Ano Novo no Brasil.
Viva o carnaval!

1 Responses to Carnaval em Barão

  1. Thaiza comentou:
  2. Aê Cá! Assino embaixo e ressalto a comida do Lanchão! Ótima opção pra tirar a barriga da miséria. Fiquei devendo meus pitacos sobre o SESC, no dia que rolou Cérebro Eletrônico! Foi bem bom, banda animadíssima fazendo releituras das tradicinais marchinhas, não só no ritmo com guitarras e outros elementos, mas com ótimas sacadas nas letras! Cheio, calor, público pululante e confetes! Nada mais carnaval que isso!

    PS: Rá, agora que o sistema de comentários voltou ao normal no computador daqui, vou desembuxar o que tava atrasado!

     

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora