Nós, o blog, o público, a falta de tempo e a cena campineira

Postado por Thaiza quarta-feira, 17 de novembro de 2010

“Puxa vida” só pode ser prenúncio de desabafo e é justamente com essa expressão que dou o ponta pé inicial e advirto que sim, isso é um desabafo.  Tem algo que queríamos incentivar aqui no blog, que é a discussão sobre a cena cultural de Campinas. Seja a política ou o mais simples dos pitacos sobre um filme, teatro, oficina, show, lugar, cineclube, exposição, seja lá o que for que movimenta as pessoas e as andorinhas. Viu divulgado aqui, foi e gostou, ou achou péssimo, comentaê. De repente pode melhorar. De repente quem fez o evento vai gostar de saber, quem está em dúvida se vai ou não se decide. Somos o público e temos nossas opiniões, impressões e afetos ou desafetos. Não precisa ser o renomado dos críticos, nós não somos e nem pretendemos sê-los, o princípio é trocar uma idéia, saber o que rola nos lugares do ponto de vista de quem vai nos lugares. Fazer jus a classe do público.

Quizás o blog não facilita muito essa interação. Tem idéias pra nos ajudar? Falaí! Foi por causa de comentários amigos  que criamos o Twitter e o Facebook. Vamos interagir!

E, puxa vida (prenúncio prum segundo desabafo), tem muita coisa que divulgo pra mim mesma, posto no blog, acho legal e vou.  E, devo confessar , respeitável público, não volto pra comentar. Não por falta de vontade, mas por falta de tempo, esse personagem ambíguo dos tempos modernos: o mais danado dos vilões / o herói que nos livra de tudo. Às vezes ele realmente nos atropela, é o trabalho que não cabe nas horas, as coisas a fazer que não damos conta, lugares pra ir que não temos perna. Às vezes é nossa melhor desculpa pra negar e se safar de afazeres, é o argumento mais fácil de ser compreendido, o melhor, mais usado e mais aceito,não só para os outros, mas para nós mesmos. Quem nunca se ludibriou alegando falta de tempo  enquanto se entretinha com o ócio virtual, tão alimentado pelas paradinhas (colheitas, testes e sei lá mais o que) do facebook, os joguinhos toscos online ,o fuxico da vida alheia exposta na tela ou esquentava o sofá na frente da TV, que atire a primeira pedra. 

Seja lá pro que for, bem ou mal, ‘seja você quem for, seja o que deus quiser’ a falta de tempo é real mas é também a desculpa coringa e, por isso mesmo, a maior das  armadilhas. E, pra não cair nessa inércia, comento aqui, um pouco atrasada, os últimos eventos que dei as caras: a Noite Fora do Eixo organizada pelo Coletivo Ajuntaê no Bar do Zé e a 5ª Mostra Curta, e pré mostra, organizadas pela AAMISC no MIS .

Aqui!

8 opinaram

  1. Aline comentou:
  2. com ou sem tempo, não deixem de postar aqui! (por mais que possa demorar o próximo post, hehe...) esse blog é super importante.

     
  3. CultCPS comentou:
  4. Bonito! Vamos cada vez mais trabalhar para interagir com "gente quenem a gente" - o público. Tanto nos eventos quanto online.

     
  5. adalben comentou:
  6. O blog responde a uma utilidade pública, que ao meu ver deveria ser feita pela imprensa campineira, mas esta não o faz da maneira tão eficiente e imparcial quanto o blog. Ele reúne as diversas iniciativas das classes artísticas de campinas, sem politicagem.
    Toda a semana acesso o blog para me programar para os eventos artísticos/intelectuais da cidade. O que é perfeito! Faço a minha parte divulgando em minha rede social os eventos que me chamam a atenção e aos quais pretendo ir. Assim convido meus amigos a participarem comigo.
    Na minha opinião o blog cumpre sua missão muito bem. É um excelente canal de comunicação/divulgação.
    Fico me questionando se opinar no próprio blog sobre os eventos não poderia criar conflitos. Primeiro um conflito quanto ao objetivo de um site de divulgação. Ele se tornaria então um fórum de discussão, ou seja, uma outra coisa. Segundo, as opiniões poderiam começar a criar disputas e demagogias quanto aos eventos anunciados. Acredito que os realizadores obtém o feedback quanto aos seus eventos a partir do diálogo com o próprio público que os prestigia.
    O que poderia-se fazer, acredito, é a divulgação desta excelente iniciativa do blog na imprensa, com em noticias de jornais e tv, aumentando assim ainda mais o número de pessoas beneficiadas por este serviço.
    Aproveito esta mensagem para parabenizar novamente iniciativa do blog, o qual acompanho a bastante tempo.

     
  7. Tico comentou:
  8. Olha, Adalben, opinar é um ponto central do blog, apesar de subutilizado. Não dá para crescer enquanto público sem ter um posicionamento sobre o que se experimentou, senão vira televisão. E quanto à grande mídia, estamos na Internet justamente por ser um espaço colaborativo, isto é, bem ao contrário dos jornalões e semelhantes da cidade. Aqui ninguém paga para ser visto e a indicação é meio caminho para uma boa diversão no fim de semana...

    Tico

     
  9. CultCPS comentou:
  10. Boas idéias (adalben). Não havia pensado na questão da neutralidade. Vai nos ajudar a pensar em como fomentar o debate sem ir contra a imparcialidade do blog. Valeu!

     
  11. adalben comentou:
  12. É exatamente por ser um espaço colaborativo, gratuito e de indicações que faz do blog algo tão interessante e importante. Tenho certeza que compartilhamos esta mesma visão. A idéia de divulgação do blog na imprensa foi apenas uma forma de agregar um número cada vez maior de pessoas leitoras. Não penso que o blog tenha que se render aos formatos da imprensa paga e parcial, não é isso.
    As questões que coloquei foram apenas para incitar a reflexão, uma vez que achei o "desabafo" do blog não muito construtivo. Penso que se o recurso de "opinar" não é utilizado justamente porque o que mais chama a atenção no blog é ele ser um meio de divulgação e não de discussão. Se os autores do blog querem mudar este perfil então deveriam alterar a estrutura do blog tornando-o algo mais parecido como um fórum de debates e não solicitar uma maior participação de seus leitores.
    Quanto ao posicionamento, formação, do público este é feito a partir da participação nos eventos. Se eu vou em algum evento que não gostei é claro que não retornarei e não indicarei aos meus amigos e essa "evacuação" já será um indício de que o evento talvez não seja tão interessante e ele não conseguirá permanecer em cartaz por muito tempo.

     
  13. roberto comentou:
  14. Tem a questão do costume. Todo mundo tá acostumado a comentar sobre assuntos que gerem discussão. É raro você comentar sobre, por exemplo, um jogo de futebol que você assistiu, debaixo da notícia que divulga o jogo. Você comenta sobre o artigo que um especialista escreveu, sobre a entrevista dada por um dirigente que saiu num blog ou site. Geralmente, se você quer dizer algo sobre o jogo que você assistiu, você escreve um artigo no seu blog (e aí as pessoas comentam).

     
  15. Thaiza comentou:
  16. Puxa, legal a discussão! E nisto acho que o post foi construtivo, pois a repercussão me fez enxergar outros pontos e aspectos que até então não tinham surgido.

    É bom lembrar do caráter colaborativo do blog, pois não somos uma empresa e vamos construindo/modificando/melhorando/divulgando o blog aos pouquinhos, com sugestões, pitacos, comentários, opiniões, conversas, aqui e acolá. Por isso consideramos a participação e o diálogo tão importantes.

     

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora