[Show] Noite Fora do Eixo: Festenkois (BH) e Nuvens Invisíveis (Cps)

Postado por Thaiza sexta-feira, 6 de abril de 2012

Unindo mineiros, goianos e campineiros, a próxima Noite Fora do Eixo, que acontece sexta-feira (6/4) no Bar do Zé, trás duas bandas carregadas de boas influências em suas composições próprias, que não perdem a identidade e inventam novos estilos.



Festenkois

Formada no ano de 2008 em Belo Horizonte e composta por Luiz Ramos (bateria e voz), Patricia Yegros (baixo e voz) e Rafael Dantas (guitarra e voz), a banda sempre se dedicou ao trabalho autoral, investindo em composições com letras em inglês que mesclam andamentos variados, dissonâncias e dinâmicas inusitadas.

As referências que saltam aos ouvidos vêm do stoner rock, noise, heavy metal e grunge e o disco de estreia, lançado em 2011 e intitulado apenas como FESTENKOIS, apresenta 9 rocks fortes, com personalidades distintas e pode ser ouvido aqui

A banda atua na cena de BH em parceria com diversas iniciativas e também produz eventos. Com uma agenda intensa e sempre movimentada desde sua fundação, a banda já integrou vários festivais de destaque como diversas edições do Grito Rock, Festival Balido, Escambo, Transborda e Pá na Pedra.

Foto: Divulgação


Nuvens Invisíveis

Uma banda sobre o universo, o horizonte e o destino. Descendentes da cena roqueira de Goiânia, os amigos de infância Bruno Cardoso, João “Janjão” (ex-Computers) e Thiago “Bolão” (ex-PsicoTrelas) se reencontraram em Campinas-SP onde, em 2010, uniram-se a Diego da Costa (ex-Lazo Black) para montar uma banda. Inicialmente chamavam-se Priya’s Journey e, ainda com este nome, participaram de importantes festivais, como o Grito Rock Campinas e a Virada Cultural Paulista, ambos em 2011. Mais tarde a banda viria a se chamar Nuvens Invisíveis.

O quarteto segue pela contra-mão do trivial e apresenta uma sonoridade que varia entre o rock alternativo e o post-rock, com arranjos e timbres que revelam influências de bandas como Sonic Youth, Dinosaur Jr e Queens of the Stone Age. Com guitarras bem trabalhadas, que oscilam entre o peso e a calmaria, unidas a uma cozinha marcante, a banda apresenta um show pegado e dissonante, ilustrando como uma metáfora que é possível encontrar poesia no barulho e na distorção.

Conheça melhor o trabalho da banda através do site oficial

Foto: Divulgação

Bar do Zé, a partir das 22h. R$10 ou R$8 na lista
Av. Albino J.B de Oliveira, 1325

0 opinaram

Postar um comentário

Siga o CultCPS!


          RSS    

Últimas do Twitter


Últimos comentários


Tetê-a-Tetê Digital!

Crítica, sugestões, pitacos, imprensa, colaborações, dicas culturais, releases e afins, nos contate pelo e-mail cultcps@gmail.com

Arquivo do blog

Visitando agora